Mestre Senior Leo Imamura

 

Léo Akio Imamura, ou Leo Imamura, nasceu na cidade de São Paulo, em 18 de março de 1963. Filho de família com ascendência japonesa, seus pais, Malho Imamura e Mioko Imamura, iniciaram o seu primogênito nas artes marciais nipônicas, quando ele contava com 8 anos de idade.

Sua vocação para as artes marciais fizeram que o jovem Leo estudasse, em teoria e na prática, as mais diversas modalidades. Antes dos 16, ele já havia se destacado no cenário marcial brasileiro, pelo Karate-Do e pela arte de armas de Okinawa, o Kobudo, seguindo primeiramente o renomado sensei Taketo Okuda. Ainda jovem, Leo apareceu e escreveu em diversas publicações de artes marciais no Brasil.

No entanto, após oito anos de dedicação nas artes japonesas, ele encontrou sua verdadeira senda na arte marcial chinesa do Kung Fu, em particular, no estilo Ving Tsun (Wing Chun).

Foi nessa época de mudança na carreira que Leo Imamura ingressou na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, tendo frequentado-a por quase cinco anos.

Após o curso da USP, Leo Imamura ingressou em uma outra graduação superior, na Faculdade de Educação Física de Santo André, graduando-se lá em 1990. Foi na FEFISA que Leo Imamura introduziu a cadeira "Artes Marciais" na Licenciatura em Educação Física, sendo a primeira reconhecida pelo MEC.

No Ving Tsun (Wing Chun), Leo Imamura primeiramente seguiu o mestre chinês Li Hon Ki, que havia imigrado para o Brasil, em 1979. Este, em 1987, recomendou ao então seu discípulo que viajasse à Hong Kong, para se aperfeiçoar na arte e também buscar o certificado de mestre de duas históricas entidades, fundadas pelo Patriarca Ip Man, a Hong Kong Ving Tsun Athletic Association e a Yip Man Martial Arts Association.

Foi nessa viagem à China que o Mestre Leo Imamura, ao fazer escala nos EUA, parou na cidade de New York e conheceu o lendário Grão-Mestre Moy Yat. Tornou-se seu discípulo, decidindo recomeçar tudo novamente na arte do Ving Tsun.

Leo Imamura tornou-se discípulo de Grão-Mestre Moy Yat em 27 de maio de 1987.

 

Retornando da China - Hong Kong - ele decidiu-se por seguir o lendário braço direito do Patriarca Ip Man, indo morar em New York City, onde localizava-se a renomada escola de Chinatown, na 45 East Broadway de Manhathan.

Grão-Mestre Moy Yat deu o nome chinês ao seu discípulo brasileiro de Moy Yat Sang. Em 1988, ele autorizou a fundação da Família Moy Yat Sang, como representante da MYVT na América do Sul. Em 1989, Leo Imamura recebeu de seu mentor o Jiu Paai - placa chinesa símbolo da transmissão do legado - sendo considerada a Família Kung Fu de número 8 do Clã Moy Yat. A MYVT do Brasil iniciou-se em São Paulo - SP.

Entre 1990 e 2000, o Grão-Mestre visitou o Brasil por seis vezes, consolidando o trabalho de Leo Imamura no continente sul-americano.

Em 1994, Leo Imamura casou-se com Vanise F. de Almeida Imamura. Dessa união, tiveram dois filhos: Lukas A. Imamura e Melissa A. Imamura.

Durante quase quinze anos o Mestre Leo Imamura acompanhou, em diversas imersões aos Estados Unidos, a vida e os ensinamentos do Grão-Mestre Moy Yat, a fim de absorver o tradicional método de transmissão do Ving Tsun, chamado em chinês de Sam Faat, e comumente denominado por Moy Yat de Kung Fu Life, ou seja, Vida Kung Fu.

Em 1996, Grão-Mestre Moy Yat qualificou o seu discípulo brasileiro com o título de Senior Master 7th Degree, no ato de fundação da International Moy Yat Ving Tsun Federation, entidade que reconhece as escolas e os mestres descendentes de Moy Yat (1938-2001), em todo o mundo.

Em setembro de 2000, Leo Imamura recebeu a incumbência de seu mentor para criar uma inovadora ferramenta para salvaguardar o Sistema Ving Tsun no século XXI: Três anos depois, em março de 2003, nascia o Programa Moy Yat Ving Tsun de Inteligência Marcial.

Mestre Sênior Leo Imamura é também reconhecido pelas duas entidades históricas chinesas de Ving Tsun, fundadas pelo Patriarca Ip Man, sendo:

•Hong Kong Ving Tsun Athletic Association

•Yip Man Martial Arts Association

Em 2002, com a inauguração do Museu de Ip Man, na China (Ip Man Tong - Foshan) foi concedido à ele uma placa em homenagem ao seu trabalho de salvaguarda do Ving Tsun Kuen pelo mundo, em especial na América do Sul.

Em 2009, em viagem à China, juntamente com a atual líder do Clã Moy Yat, Sra. Helen Moy, Leo Imamura recebeu, pelos seus esforços, a placa do governo chinês, reconhecendo o Ving Tsun Kuen como Patrimônio Cultural Intangível da Humanidade, sob a chancela mundial da UNESCO.

Ao introduzir a Denominação Moy Yat Ving Tsun no Brasil, em 8 de agosto de 1988, o Mestre Sênior Leo Imamura possui hoje centenas de discípulos e seguidores, no Brasil, Argentina, Estados Unidos e Europa.

Com o PMYVTIM, o Mestre Sênior Leo Imamura vem cumprindo sua missão em honrar a Denominação Moy Yat Ving Tsun entre os descendentes desse grande Clã.

Atualmente, é palestrante em cursos de MBA e de Pós-graduação em faculdades brasileiras. Seus esforços pela educação levaram Leo Imamura à receber o Brasão da Educação, dentre outras dezenas de importantes homenagens.

Leo Imamura atuou também nas forças de segurança brasileiras, introduzindo o Sistema Ving Tsun em grupos de elite como o BOPE-RJ, a Marinha e Exército do Brasil, além do trabalho de Forças de Paz do Exército Brasileiro pela Organização das Nações Unidas (ONU).

No âmbito corporativo, Leo Imamura fundou a Martial Intelligence Inc., com sede na Flórida - EUA, atuando com a introdução do conceito de inteligência estratégica chinesa em diversas empresas nacionais e multinacionais, mobilizando experientes CEOs e diretores, grandes executivos e gerentes, corporações e pessoas que enxergam na proposta do Mestre Imamura uma inovadora oportunidade de atuarem como líderes e formadores de opinião.

 

 

 

 

 

 

Share